Resenha | O Príncipe das Sombras – Sylvain Reynard | Book Bus



O Príncipe das Sombras

Olá, queridos leitores.
Hoje o post é uma resenha do livro O príncipe das Sombras, do Sylvain Reynard.

Espero que gostem!

Ficha Técnica:
Editora: Arqueiro
Edição: 1ª
Ano: 2015
Gênero: Ficção canadense
Páginas: 128





Sinopse: Um conjunto muito valioso de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia, de Dante Alighieri, é exposto na Galleria degli Uffizi, em Florença. O dono das peças é o famoso professor de literatura Gabriel Emerson.
Quando se deixou persuadir por sua amada esposa, Julianne, concordando em dividir com o mundo a beleza daquelas obras de arte, Gabriel jamais poderia imaginar que estaria atraindo para si um poderoso inimigo.
Mais de um século antes, aquelas mesmas ilustrações foram roubadas de seu verdadeiro dono, o Príncipe de Florença, uma criatura sobrenatural e misteriosa que governa o submundo da cidade e há muito não sabe o que é o amor.
Agora um dos seres mais perigosos da Itália está disposto a recuperar o que lhe pertence e se vingar de Gabriel e Julianne. Mas logo seus planos são frustrados. Um atentado o obriga a deixar os Emersons de lado, afinal ele precisa resolver assuntos muito mais importantes. Tanto seu principado quanto sua própria vida parece estar em risco.
Passado na cidade mais artística da Itália, O príncipe das Sombras é uma incrível introdução à nova série de Sylvain Reynard, Noites em Florença, e vai deixar os leitores com gostinho de quero mais.


O prólogo é descrito que alguém com poderes sobre naturais rouba quadros do Botticelli, do misterioso príncipe. Mais de um século depois esses mesmos quadros são comprados e expostos em Florença, na Itália por um casal. O príncipe que não quer perder oportunidade. Fica entre acabar com um dos Emersons e armar uma armadilha, pois outro príncipe, de outro lugar, quer acabar com seu reinado. Para isso ele terá que bolar um plano e confiar um pouco em seus aliados e, talvez, perder a oportunidade de acabar de vez com que estão com seus quadros.


A narrativa é ótima. Só o prólogo é no passado de certamente, bem passado, ma no decorrer da narrativa prestamos atenção que o príncipe (que não tem um nome) já foi alguém e já amou muito um alguém, mas algo mudou e é irreversível.
É o primeiro livro que leio do Reynard e é muito bom e por ser um livro de introdução a uma série é bem curtinho. É possível ler em algumas horas.



Então, é isso, queridos. Espero que tenham gostado.

Quel Fernandes

Sigam o Book Bus

·                     Canal do Youtube | Book Bus
·                     Página do Face | Book Bus
·                     Twitter | Book Bus
·                     Instagram | Book Bus
·                     Skoob | Quel



9 comentários:

  1. Gente adorei esse livro, parece bem interessante. Na listinha já

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?

      Que bom que foi para lista! \o/

      É muito bom

      beijo

      Excluir
  2. Oi,

    Há tempos que quero ler esse livro, mas nunca tive q oportunidade e nem nunca antes tinha lido resenhas sobre. Fiquei bem interessada pelo que comentou. Espero ler em breve e gostar, já li outros livros do autor e gostei bastante.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thayenne,

      Como vai?

      Leia. Você vai gostar!
      beijos linda

      Excluir
  3. Parece ser bem legal, e eu adoro livros que envolvam arte e narrativa no passado.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carol, tudo bem?

      Obrigada fofura. De certa forma também gosto.

      beijos

      Excluir
  4. O nome do livro já é bastante intrigante, nos deixa com uma grande curiosidade. Gostei muito da resenha, agora já quero saber o que é que vai acontecer com o tal príncipe sem nome haha

    http://www.livrofilia.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Leia!!! Mistério é sempre bom. Quando é bem trabalhado então...rsrs

      beijos

      Excluir
    2. Olá,

      Leia!!! Mistério é sempre bom. Quando é bem trabalhado então...rsrs

      beijos

      Excluir